22 de dezembro de 2014

buscar

Ambev

| kit do investidor

| avalie o website

Dê sua opinião sobre o nosso website clique aqui

Perguntas Frequentes

Sobre a Ambev

1. Qual é o negócio da Ambev?

A Ambev é a maior cervejaria da América Latina em termos de volume de vendas e uma das maiores fabricantes de cerveja do mundo, de acordo com estimativas da Companhia.

A Ambev fabrica, distribui e comercializa cerveja, refrigerantes e outros produtos não alcoólicos e não carbonatados em 16 países das Américas. A Companhia é uma das maiores engarrafadoras independentes da PepsiCo no mundo.

2. Qual a história da Ambev?

A história e a evolução das fusões e aquisições da Companhia estão descritas no site de RI - Visão Geral/Histórico.

3. Quais os países em que a Ambev tem operações?

A Ambev tem operações em 16 países: Brasil, Canadá, Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai, Uruguai, Guatemala, República Dominicana, Equador, Peru, El Salvador, Nicarágua, Saint Vincent, Dominica e Antigua.

Para informações sobre nossas operações consulte o site de RI - Visão Geral/Visão dos nossos negócios.

4. Qual é a relação da Ambev com a Anheuser-Busch InBev S.A./N.V. ("A-B InBev")?

A Ambev e a Anheuser-Busch InBev são empresas independentes, cada qual com administração própria. A A-B InBev é um dos acionistas controladores da Ambev, com aproximadamente 62% do capital votante e total.

A Companhia mantém contratos de licenciamento com a Anheuser-Busch Inc., para produzir, engarrafar, vender e distribuir os produtos Budweiser no Brasil, no Canadá, no Equador, na Guatemala, na República Dominicana e no Paraguai. Além disso, a Companhia produz e distribui produtos Stella Artois sob licença da ABI no Brasil, Canadá, Argentina e outros países e, por meio de licença concedida à ABI, esta distribui produtos Brahma em determinados países da Europa, Ásia e África.

A Ambev também realiza outras transações com partes relacionadas (incluindo a distribuição de outras marcas da A-B InBev) através de contratos em condições comutativas e mediante recomendação do Comitê de Compliance.

5. Qual a relação da Ambev com a Pepsi?

A Companhia mantém contrato com a PepsiCo International Inc. ("PepsiCo") para engarrafar, vender e distribuir os produtos Pepsi no Brasil e em outros países da América Latina, incluindo Pepsi Cola, 7Up, Lipton Ice Tea, Gatorade e H2OH!.

6. O que é RefrigeNANC?

É a nomenclatura que a Companhia utiliza para se referir aos negócios de refrigerantes e não-alcoólicos e não-carbonatados (NANC).

7. Quais países compõem a LAS e a HILA-Ex?

A LAS (América Latina Sul) é a região composta pela Argentina, Bolivia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai. Já a HILA-Ex (América Latina Hispânica excluindo a LAS) é a região composta pela República Dominicana, Antígua, Dominica, Saint Vicent, Guatemala, El Salvador e Nicarágua.

8. Qual a relevância das operações para o resultado consolidado?

Segue composição do volume e do EBITDA da Ambev em 2013 por operação:

Volume

EBITDA

9. Onde estão localizadas as plantas e operações verticalizadas da Ambev?

Segue abaixo uma lista por país das nossas principais unidades de produção em 31 de dezembro de 2013:

AMÉRICA LATINA NORTE (LAN) CANADÁ
Planta Tipo de Planta Planta Tipo de Planta
Agudos, São Paulo Cerveja St. John’s Cerveja
Brasília, Distrito Federal Cerveja Halifax Cerveja
Curitiba, Paraná Cerveja Montreal Cerveja
Equatorial, Maranhão Cerveja London Cerveja
Goiânia, Goiás Cerveja Edmonton Cerveja
Jacarei, São Paulo Cerveja Creston Cerveja
Lages, Santa Catarina Cerveja
Natal, Rio Grande do Norte Cerveja AMÉRICA LATINA SUL (LAS)
Guarulhos, São Paulo Cerveja Huachipa, Peru Mista
Sete Lagoas, Minas Gerais Cerveja Sullana, Peru Refrigerantes
Petrópolis, Rio de Janeiro Cerveja Guyaquil, Equador Cerveja
Águas Claras, Sergipe Mista Cympay, Uruguai Malte
Aquiraz, Ceará Mista Musa, Uruguai Malte
Camaçari, Bahia Mista Malteria Pampa, Argentina Malte
Cebrasa, Goiás Mista Quilmes, Argentina Cerveja
Cuiabá, Mato Grosso Mista Corrientes, Argentina Mista
Jaguariứna, São Paulo Mista La Paz, Bolívia Cerveja
João Pessoa, Paraíba Mista Santa Cruz, Bolívia Cerveja
Itapissuma, Pernambuco Mista Cochabamba, Bolívia Cerveja
Nova Rio, Rio de Janeiro Mista Huari, Bolívia Cerveja
Manaus, Amazonas Mista Tarija, Bolívia Cerveja
Minas, Minas Gerais Mista Santiago, Chile Cerveja
Teresina, Piauí Mista Minas, Uruguai Cerveja
Águas Claras do Sul, Rio Grande do Sul Mista Ypane, Paraguai Cerveja
Piraí, Rio de Janeiro Mista Zarate, Argentina Cerveja
Curitibana, Paraná Refrigerantes Mendoza, Argentina Cerveja
Contagem, Minas Gerais Refrigerantes Montevideo, Uruguai Mista
Jundiaí, São Paulo Refrigerantes Cordoba, Argentina Refrigerantes
Sapucaia, Rio Grande do Sul Refrigerantes Trelew, Argentina Refrigerantes
São Paulo, São Paulo Rótulos Buenos Aires Sul, Argentina Refrigerantes e Sucos
Manaus, Amazonas Tampas Metálicas Tucuman, Argentina Refrigerantes
Campo Grande, Rio de Janeiro Garrafas de Vidro Tres Arroyos, Argentina Malte
Manaus, Amazonas Concentrados Llavallol, Argentina Malte
Maltaria Navegantes, Rio Grande do Sul Malte Acheral, Argentina Cerveja
Maltaria Passo Fundo, Rio Grande do Sul Malte Coroplas, Argentina Tampas Metálicas
FPV, Paraguai Garrafas
AmbevCentroamerica, Guatemala Cerveja Sacaba, Bolívia Refrigerantes
Santo Domingo, República Dominicana Cerveja El Alto, Bolívia Refrigerantes
Hato Nuevo, República Dominicana Refrigerantes Enalbo, Bolívia Latas
Saint Vincent Mista
Dominica Mista

10. Qual o número de funcionários da Ambev por operação?

No final de dezembro de 2013 a Ambev tinha 52.964 funcionários no total, sendo 37.721 nas operações de Brasil e HILA, 10.482 na América Latina Sul e 4.761 no Canadá.

Informações Financeiras e Operacionais

11. Qual a moeda oficial da Ambev?

A moeda funcional e de apresentação da Ambev é o BRL (Real).

12. Qual o padrão contábil em que a Ambev reporta suas informações?

As demonstrações contábeis consolidadas e individuais da Ambev são preparadas de acordo com as normas internacionais de contabilidade ("IFRS") e práticas contábeis adotadas no Brasil emitidas pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis ("CPCs") e aprovadas pela CVM. As informações contábeis consolidadas são reportadas em IFRS desde 2008 e as individuais desde 2010.

13. Qual a capacidade de produção da Ambev?

Segue tabela com capacidade instalada de produção da Ambev por país no final de 2012:

Capacidade instalada
de cerverja (mn HL)
Capacidade instalada de
refrigerantes (mn HL)
Capacidade instalada total
(mn HL)
Brasil 139,9 58,6 198,5
Canadá 11,9 - 11,9
HILA-ex
Equador 1,0 - 1,0
El Salvador - - -
Guatemala 1,0 - 1,0
Nicarágua - - -
Peru 1,0 4,5 5,5
República Dominicana 6,2 2,1 8,3
Saint Vincent 0,1 0,1 0,2
Dominica 0,0 0,0 0,1
Antigua - - -
LAS
Argentina 20,4 18,6 39,0
Uruguai 1,6 1,1 2,7
Bolívia 4,9 1,9 6,7
Paraguai 3,6 - 3,6
Chile 1,0 - 1,0
TOTAL 192,6 87,0 279,6

14. Quais os principais fatores que impactam as indústrias de cerveja e refrigerante no Brasil?

Historicamente identificamos que os principais fatores que impactam o crescimento das indústrias de cerveja e refrigerante no Brasil são: preços ao consumidor, renda disponível no país e clima (temperatura e chuvas).

15. Qual a quantidade de centros de distribuição direta e revendas que operam com a Ambev atualmente no Brasil?

No final de 2012 tínhamos cerca de 79 centros de distribuição direta distribuídos pelo Brasil. Além disso, operamos com uma rede de cerca de 168 revendas terceirizadas também no país.

16. Qual o peso de distribuição direta versus distribuição através de revendas no volume de vendas do Brasil?

O peso da distribuição direta através de centros de distribuição próprios (versus distribuição através de revendas) nos volumes da Ambev no Brasil varia mês a mês, mas atualmente está em torno de 63% dos volumes totais do Brasil.

17. Qual o peso de embalagens retornáveis versus embalagens descartáveis no volume de vendas de cerveja do Brasil?

O peso de embalagens retornáveis (versus embalagens descartáveis) no volume de cerveja da Ambev no Brasil varia mês a mês, mas em média corresponde atualmente a 2/3 do volume.

18. Qual o peso dos canais on premise (principalmente bares e restaurantes) e off premise (supermercados) no Brasil?

Hoje em dia, na média 2/3 do nosso volume no Brasil é on premise e 1/3 off premise.

19. Quais os principais componentes dos custos de cerveja e refrigerantes no Brasil?

Aproximadamente 17% do CPV (custo do produto vendido) do Brasil correspondem aos custos fixos e à depreciação de ativos industriais. Os 83% demais são custos variáveis, cujos principais componentes estão descritos abaixo:

Cerveja Brasil: em média 30% do custo variável é alumínio, 15% malte e 8% mão de obra, o restante é diluído em diversos outros componentes. Cerca de 40% do nosso custo variável é exposto ao dólar americano (USD) principalmente devido aos preços das commodities serem na moeda norte-americana.

Refrigerante Brasil: em média 25% do custo variável é açúcar, 25% resina PET, 15% alumínio e 8% mão de obra, o restante é diluído em diversos outros componentes. Cerca de 40% do nosso custo variável é exposto ao dólar americano (USD) principalmente devido aos preços das commodities serem na moeda norte-americana.

20. Como funciona a política de hedge da Ambev?

Temos uma política de hedge de acordo com a qual devemos estar cobertos sempre em média 12 meses para frente do mês corrente para as exposições de moedas e principais commodities que impactam nosso CPV (custo do produto vendido), mas temos a flexibilidade de dois meses, ou seja, podemos efetuar os contratos de hedge de 10 a 14 meses para frente.

Esta política de hedge visa mitigar nossa exposição a riscos associados a preços de commodities e ao câmbio e nos proporcionar tempo para adaptar nossa estrutura caso haja alguma grande variação de preços no mercado. As decisões relativas a hedge são tomadas de acordo com nossa política de gerenciamento de riscos, levando em consideração o montante e a duração da exposição, a volatilidade do mercado e as tendências da economia.

21. Como podemos projetar o crescimento de SG&A (despesas comerciais, de distribuição e administrativas) no Brasil no futuro?

Para projetar o crescimento de SG&A no Brasil no longo prazo, o analista pode utilizar o seguinte algoritmo: um crescimento entre 30-40% da variação do volume somado a 1-2 p.p. para aumento de peso de distribuição direta somado à inflação.

É importante ressaltar que não ficaremos restritos pelo algoritmo e vamos implementar boas ideias que podem melhorar a rentabilidade da Companhia.

Ações

22. Quais são os tipos de ações da Ambev, onde são negociadas e quais os símbolos (tickers)?

A Ambev tem suas ações negociadas na BM&FBOVESPA S.A. - Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros e na Bolsa de Valores de Nova Iorque - NYSE, por meio de American Depositary Receipts - ADRs.

As ações, todas ordinárias, são negociadas na BM&FBOVESPA S.A através do símbolo ABEV3 e na NYSE através do símbolo ABEV.

23. O que é ADR e como são negociadas?

ADR significa American Depositary Receipt e é o recibo de ações de companhia não sediada nos Estados Unidos, emitido e custodiado em banco norte-americano. Este instrumento de negociação foi criado para que emitentes de títulos cotados em outros países atendessem às normas e regulamentos norte-americanos de registro de títulos, e para facilitar o recebimento de dividendos por parte de investidores dos Estados Unidos. O preço de uma ADR é geralmente próximo do preço da ação em seu mercado original, ajustado pela proporção entre ADR e a ação original (na Ambev a proporção é de 1 ADR = 1 ação original). As ações individuais representadas por uma ADR são chamadas de American Depositary Shares (ADS).

24. Qual o tipo de ADR da Ambev?

A Ambev possui ADRs Nível II registrados na NYSE. O programa de ADR Nível II requer o preenchimento de todos os registros previstos no Securities Act e o atendimento às exigências de divulgação de informações do Securities Exchange Act de 1934.

25. Quais os bancos depositários das ações da Ambev?

O Bradesco é o banco depositário das ações da Ambev no Brasil e o The Bank of New York Mellon é o banco depositário das ADRs da Ambev nos Estados Unidos.

A Instituição depositária é responsável pela manutenção dos registros de ações e cadastros dos acionistas, pela atualização e controle dos pagamentos de eventos distribuídos e pelo exercício do direito e do recebimento de valores emitidos pela Companhia.

26. Como devo proceder para me tornar acionista da Ambev?

Para investir em ações da Companhia, o investidor deve entrar em contato com uma corretora de valores autorizada, que terá condições de assessorá-lo e intermediar a negociação na bolsa de valores. Para obter a relação das corretoras, acesse o site da BM&FBOVESPA (www.bmfbovespa.com.br), seção Participantes/Corretoras.
As ações podem ficar registradas:

  • Na corretora em que foram compradas, a qual assume toda a responsabilidade pelo pagamento de Dividendos/Juros sobre o Capital Próprio e pelas informações necessárias para a declaração do Imposto de Renda bem como dos eventos ocorridos ou;
  • No sistema de ações escriturais do Banco Bradesco, responsável pelo envio de informações sem nenhum custo mensal. Neste caso, o acionista terá a vantagem do crédito automático dos dividendos em sua conta corrente, no banco e agência que escolher.

27. Quantas ações a Ambev possui em circulação no mercado?

A quantidade de ações em circulação no mercado é atualizada periodicamente no site de RI - Informações aos acionistas/Informações sobre bolsas.

28. Já ocorreu algum Desdobramento de ações da Ambev? Quando e como?

Sim. Em outubro de 2000 e em dezembro de 2010 foram realizados desdobramentos de ações da Ambev de 1 para 5.

29. Já ocorreu algum Grupamento de ações da Ambev? Quando e como?

Sim. Em 29 de junho de 2007, em Assembleia Geral Extraordinária, foi aprovado grupamento das ações em que se divide o capital social da Companhia, na proporção de 100 ações então existentes para 1 ação do capital após o grupamento, sem modificação do montante do capital social. A partir de 2 de agosto de 2007, as ações da Companhia, já grupadas, passaram a ser negociadas em cotação unitária e não mais em lote de 1.000 ações.

30. Já ocorreu alguma Bonificação de ações da Ambev? Quando e como?

Sim. Em maio de 2005 foi realizada uma bonificação de 1 ação ON para cada 5 ações ON ou PN possuídas, ou seja, o acionista recebeu 20% de ações ordinárias calculado sobre a totalidade de suas ações.

31. Qual a política de dividendos da Ambev?

A periodicidade, a frequência e o valor dos pagamentos futuros de dividendos dependerão de vários fatores que o Conselho de Administração da Ambev julgar relevantes, incluindo os lucros e a situação financeira da Ambev. Toda decisão de distribuição será devidamente comunicada através da CVM, da SEC e do site de Relações com Investidores.

O estatuto social da Ambev estipula dividendos obrigatórios de 40% sobre seu lucro líquido anual ajustado, se houver, conforme apurado nas demonstrações contábeis da controladora. O dividendo obrigatório inclui os valores pagos a título de juros sobre o capital próprio. No entanto, o pagamento desses juros sobre o capital próprio está sujeito (incluindo as ADRs) a imposto de renda retido na fonte, enquanto nenhum pagamento é exigido com relação aos dividendos pagos.

Para consultar mais informações a respeito de dividendos e o histórico atualizado dos rendimentos pagos pela Ambev acesse o site de RI - Informações aos Acionistas/Dividendos e Bonificações.

32. O que são Juros sobre Capital Próprio (JCP)?

As empresas brasileiras podem distribuir os lucros aos acionistas na forma de juros sobre o capital próprio, o valor máximo dos juros admitidos fiscalmente é calculado pela multiplicação das contas do patrimônio líquido da Companhia, exceto determinadas reservas, pela TJLP. A TJLP é a taxa de juros de longo prazo oficial definida pelo Banco Central e utilizada como referência em empréstimos de longo prazo concedidos pelo BNDES.

Os valores pagos como juros sobre o capital próprio são dedutíveis para fins de imposto de renda da Ambev e de contribuição social sobre o lucro líquido. A referida dedução é limitada ao maior de: (i) 50% do lucro líquido do exercício (após a dedução da contribuição social sobre o lucro líquido e antes de levar em conta os juros sobre capital próprio e o imposto de renda); ou (ii) 50% do somatório dos lucros acumulados e da reserva de lucros do período em relação ao qual é efetuado o pagamento.

Os juros sobre o capital próprio são tratados de modo similar a dividendos, para fins de distribuição de lucros. A única diferença significativa é que o imposto de renda na fonte à alíquota de 15% é devido pelos acionistas não isentos, residentes ou não no Brasil, quando do recebimento de tal pagamento de juros, sendo que tal imposto é recolhido pela Companhia em nome de seus acionistas no momento da distribuição.

O valor recebido pelos acionistas como juros sobre o capital próprio líquido de impostos é deduzido dos dividendos obrigatórios devidos aos acionistas.

33. Como são feitos os pagamentos de dividendos e juros sobre capital próprio?

O Bradesco é o banco depositário das ações da Ambev na BM&FBovespa e o The Bank of New York Mellon é o banco depositário das ADRs da Ambev na NYSE. O Bradesco e o The Bank of New York Mellon são responsáveis por operacionalizar os pagamentos de dividendos e juros sobre capital próprio da Ambev aos acionistas.

34. Como fazer para obter informações acerca de posição acionária, atualização de cadastro, recebimento de dividendos, etc, relativamente às ações da Ambev?

Para os acionistas detentores de ações registradas no Bradesco, toda e qualquer informação poderá ser obtida em qualquer uma de suas agências em todo território nacional. Para aqueles acionistas que possuem suas ações custodiadas em corretora de valores de sua confiança, toda e qualquer informação deverá ser obtida através da própria corretora.

35. Sou acionista detentor de títulos de ações ao portador emitidos pelas extintas Companhia Antarctica Paulista e Companhia Cervejaria Brahma. O que devo fazer?

Desde 1988 não é mais permitida pela Legislação Societária Brasileira a negociação no mercado de ações ao portador. Portanto, os acionistas detentores de ações ainda emitidas desta forma deverão procurar uma agência do Bradesco de sua preferência em todo o território nacional, munido da necessária identificação pessoal e dos títulos originais das ações porventura em seu poder, para fazer a devida conversão ao sistema escritural, sem emissão de certificados. Todos os eventos societários subsequentes (bonificações, desdobramentos, grupamentos, etc) são atribuídos às ações originais, mas os valores de dividendos o acionista somente recebe referentes aos últimos 3 anos, pois os valores anteriores a 3 anos prescrevem segundo a Legislação Societária Brasileira.

Informações Gerais

36. Como eu posso entrar em contato com a área de Relações com Investidores da Ambev?

Caso você tenha alguma pergunta específica sobre os resultados financeiros ou as ações da Ambev, pode entrar em contato com a área de Relações com Investidores através dos canais disponíveis no site de RI - Contato com RI. No entanto, encorajamos todos a primeiramente consultar o website de RI, que disponibiliza uma grande quantidade de informações.

37. Como eu posso solicitar uma cópia física do relatório 20-F?

A maneira mais eficiente e rápida de consultar nossos relatórios, incluindo o 20-F, é acessar pelo nosso site de RI - Publicações CVM/SEC. É possível solicitar uma cópia impressa do relatório 20-F enviando um email para o time de RI.

38. Como eu posso me cadastrar para receber notícias do RI da Ambev por email?

Caso deseje receber emails quando a Ambev publica seus resultados ou envia outras comunicações ao mercado, você pode efetuar seu cadastro no site de RI - Cadastre-se no mailing.

AMBEV 2012 - Todos os direitos reservados