Mineração

A CSN Mineração S.A., principal controlada da CSN no setor, é a segunda maior exportadora de minério de ferro do Brasil e a sexta do mundo.

Os ativos de alta qualidade da CSN Mineração encontram-se no Quadrilátero Ferrífero, com destaque para a mina Casa de Pedra, em Congonhas (MG).

Os produtos do minério de ferro destinados à exportação são transportados pela MRS até o Porto de Itaguaí (TECAR), no Estado do Rio de Janeiro.

Além disso, a CSN possui a mina de Arcos, também em Minas Gerais, que produz três tipos de calcário, usados como matéria-prima para a fabricação de aço e para a produção de clínquer, principal insumo para o cimento.

Em Rondônia, a ERSA, controlada da CSN, produz estanho, matéria-prima da folha de flandres.




Fluxo de produção - Mineração


Mina

A mina de Casa de Pedra, situada em Congonhas, Minas Gerais, é considerada um dos maiores complexos mineradores a céu aberto do Brasil. A extração do minério de ferro ocorre através da perfuração da rocha. Explosivos são colocados nos furos feitos nas rochas para que seja realizada a fragmentação do minério.

Movimentação de Mina

Diariamente, escavadeiras e pás carregadeiras retiram toneladas de minério de ferro da Casa de Pedra. O material retirado (lavrado) é despejado nos caminhões fora de estrada, que fazem o transporte para as plantas de britagem, beneficiamento e pilhas de estéril.

Beneficiamento

Os blocos de minério são transportados para o britador primário onde são reduzidas as partículas de poucos milímetros. Esta é a primeira etapa do beneficiamento de minério. Após a britagem, o minério é direcionado à etapa de classificação.

Classificação

Após o beneficiamento, o minério deve ser classificado segundo a sua granulometria e características químicas. São três as categorias de produtos

Carregamento

Depois de produzido, o minério segue pelas correias transportadoras até os pátios de estocagem. As pilhas de minérios são posteriormente movimentadas por retomadoras, que transportam o minério para o carregamento nos trens.

Transporte Ferroviário

Após esse processo, o trem inicia seu percurso até o Tecar em Itaguaí, Rio de Janeiro. Após chegar no Porto, o trem é descarregado por meio dos viradores de vagões.

Estocagem no Porto

O minério é armazenado, por meio de correias e empilhadeiras, nos pátios de estocagem do Porto de Itaguaí.

Exportação

O minério é retirado dos pátios de estocagem por meio de retomadoras, para os porões dos navios no terminal portuário de Itaguaí, que os transportam para outros países.

Relatórios de Impacto Ambiental - Resolução SEMAD 2.683/2018

A CSN Mineração S.A., com o objetivo de reafirmar seu compromisso com a transparência das informações relativas a suas atividades, disponibiliza em seu site os estudos ambientais de seus projetos mais relevantes. Por meio dessa ferramenta, os Relatórios de Impacto Ambiental (RIMA) ficarão disponíveis durante o período de tramitação dos respectivos processos de licenciamento, permitindo, em virtude da linguagem clara e objetiva com que são elaborados, que todos conheçam impactos decorrentes da implantação e operação do empreendimento, as medidas mitigadoras a serem adotadas e os benefícios gerados. Para acessar o RIMA referente ao Projeto Relatório de Impacto Ambiental da Pilha de Estéril do Batateiro 3A, clique aqui e referente ao projeto Relatório de Impacto Ambiental da Pilha de Rejeito do Fraile 2, clique aqui.

Última Atualização em 10 de Dezembro de 2018

Voltar Topo