Hoje na Economia

  • Clique aqui para adicionar essa página aos favoritos

    Meus Favoritos

    Personalizar seus Favoritos:

    1) Escreva no campo abaixo o nome da página da maneira que mais lhe agrada.

    2) Clique em "Incluir no Meus Favoritos".


  • PDF
  • Imprimir
  • Enviar para um amigo

Edição 2192

11/02/2019

Semana começa tomada por preocupações que envolvem uma nova rodada de discussões comerciais entre os Estados Unidos e China, que acontece nos próximos dias, em Pequim. Os dois lados tem até o dia 1º de março para chegar a um acordo comercial, antes que Washington eleve as tarifas sobre mais US$ 200 bilhões em importações chinesas.

Bolsas de ações na Ásia não mostraram tendência definida nesta segunda-feira, oscilando dentro de margens estreitas. O índice MSCI Asia Pacific encerrou do dia próximo da estabilidade. No Japão, mercados permaneceram fechados por conta de feriado local, o que estreitou a liquidez dos negócios na região. Na retomada dos negócios após os feriados para comemoração do ano novo lunar, a bolsa de Xangai fechou em alta de 1,36%. Na Bolsa de Dalian, os preços do minério de ferro embutido nos contratos futuros subiram 8%, alcançando os maiores níveis em mais de um ano. Em Hong Kong, o índice de ações Hang Seng fechou com alta de 0,71%. No mercado de moedas, o dólar é negociado a 110,00 ienes, subindo em relação a 109,78 ienes de sexta-feira à tarde.

Na Europa, mercados de ações operam em firme alta. O índice pan-europeu de ações, STOXX600, opera com alta de 0,75%, nesta manhã. Em Londres, o FTSE100 registra alta de 0,75%, enquanto investidores observam os esforços de Theresa May na procura de tempo para negociar novos termos para o Brexit. Em Paris, o CAC 40 avança 0,82%; enquanto o DAX sobe 0,76% em Frankfurt. O euro é negociado a US$ 1,1318, abaixo do valor de US$ 1,1325 de sexta-feira à tarde.

Os futuros de ações dos principais índices negociados na bolsa de Nova York apontam para uma abertura tímida. O índice futuro do Dow Jones sobe 0,06%, no momento; do S&P 500 avança 0,14%; o Nasdaq ganha 0,17%. O dólar sobe frente às principais moedas, com o índice DXY registrando alta de 0,10%. O juro pago pelo T-Bond de 10 anos registra ligeira alta nesta manhã: para 2,639% ao ano de 2,633% na sexta-feira à tarde.

Os contratos futuros de petróleo operam em baixa nesta manhã. O contrato do petróleo tipo WTI para março é negociado a US$ 52,35/barril, com queda de 0,72%.

A Bovespa deve abrir em alta, beneficiada pelo avanço na cotação do minério de ferro nos mercados chineses, o que deve favorecer as ações da Vale. Frente a uma agenda econômica esvaziada, mercados de câmbio e juros devem acompanhar o valor global do dólar e das treasuries para uma definição de tendência para o dia de hoje.