Notícias

COMUNICADO AO MERCADO

A Transmissora Aliança de Energia Elétrica S.A. ("Taesa" ou "Companhia") comunica a seus acionistas, ao mercado em geral e aos demais interessados que recebeu da Superintendência de Acompanhamento de Empresas e Ofertas de Valores Mobiliários de Renda Variável da B3 S.A. - Brasil, Bolsa, Balcão ("B3") o Ofício nº 1999/2018-SAE, datado de 18 de dezembro de 2018, em que são solicitados esclarecimentos a respeito de notícia veiculada pela Agência Estado - Broadcast, em 18 de dezembro de 2018, sob o título "Taesa: Estudamos emissão de R$ 850 mi para financiar aquisições de Âmbar e SPEs da Eletrobras", em especial sobre os seguintes itens:

A Taesa planeja realizar durante os próximos três meses uma emissão da ordem de R$ 850 milhões, recursos que serão utilizados para financiar grande parte das duas mais recentes aquisições - a de participações da Eletrobras em Sociedades de Propósito Específico (SPEs) e a de linhas de transmissão da Âmbar;

As indicações iniciais apontam que a emissão, que deve ser feita na holding, poderia ter um prazo de sete anos com taxa ao redor de 111% do CDI.

Inicialmente, cumpre destacar que, conforme informado em fato relevante divulgado pela Companhia em 17 de dezembro de 2018 ("Fato Relevante"), a Taesa celebrou na referida data Contrato de Compra e Venda de Participações e Outras Avenças ("Contrato") com Âmbar Energia Ltda. e Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia Milão, tendo como objeto a aquisição, pela Companhia, (a) de 100% das ações representativas do capital total e votante (a.1) da São João Transmissora de Energia S.A. e (a.2) da São Pedro Transmissora de Energia S.A., e (b) de 51% das ações representativas do capital total e votante (b.1) da Triangulo Mineiro Transmissora de Energia S.A. e (b.2) da Vale do São Bartolomeu Transmissora de Energia S.A. ("Aquisição").

Ainda de acordo com o Fato Relevante, a Companhia também divulgou, na mesma data, "material de apoio contendo maiores detalhes sobre a Aquisição e as Sociedades adquiridas (...) disponível para consulta no website da Companhia (www.taesa.com.br/ri), da B3 S.A. - Brasil, Bolsa, Balcão (www.b3.com.br) e da Comissão de Valores Mobiliários (www.cvm.gov.br)" ("Material de Apoio").

Com efeito, o Material de Apoio foi disponibilizado pela Taesa na seção "Central de Downloads" do seu website, bem como nos websites da Comissão de Valores Mobiliários e da B3 por meio do Sistema Empresas.NET, na categoria "Dados Econômico-Financeiros".

Posteriormente, em 18 de dezembro de 2018, a Taesa também divulgou estudo e laudo de avaliação que subsidiaram a negociação do preço de aquisição, bem como o edital de convocação e a proposta da administração para a assembleia geral extraordinária da Companhia que deliberará acerca da Aquisição, a ser realizada em 03 de janeiro de 2019 ("AGE"), documentos que contêm maiores detalhes sobre o Contrato assinado e a operação pretendida.

Isso posto, importante ressaltar que o Material de Apoio destaca, na página 2, tratar-se de "Compra alavancada no montante de R$ 850 MM, 107% a 111,5% do CDI, com prazos de 5 a 7 anos" (grifamos), informação essa que é reiterada na página 8 do mesmo documento.

Da mesma forma, a proposta da administração para a AGE informa, na página 19, que "Os recursos financeiros para o pagamento da Aquisição se originarão, em sua maior parte ou totalidade, através da emissão de nova dívida de mercado dentro da própria holding TAESA, não prejudicando a capacidade atual de distribuição de dividendos da Companhia" (grifamos).

Assim, conforme informações divulgadas em 17 e 18 de dezembro de 2018 por meio do Fato Relevante, do Material de Apoio e da proposta da administração para a AGE, a Companhia confirma que estuda a possibilidade de realizar a emissão de uma nova dívida, da ordem de R$ 850 milhões, a ser eventualmente efetuada pela própria Taesa para financiar a Aquisição, e que a referida nova dívida poderá, em princípio, ter prazo de vencimento de 5 a 7 anos e taxa de remuneração de 107% e 111,5% do CDI.

A Taesa ressalta, contudo, que a potencial emissão encontra-se em fase preliminar de negociação e discussão, estando seus termos e condições sujeitos a alterações.

A Companhia manterá seus acionistas e o mercado oportuna e tempestivamente informados nos termos da legislação vigente sobre o desenvolvimento dos assuntos objeto deste Comunicado ao Mercado. Sendo o que nos cumpria para o momento, renovamos nossos elevados votos de estima e consideração e colocamo-nos à disposição para eventuais esclarecimentos adicionais que se façam necessários.

Rio de Janeiro, 19 de dezembro de 2018.

Para ver comunicado na íntegra, clique aqui.

Calendário

Kit do Investidor

  • Cotações

  • Gráficos