CHAT COM RI DA HERINGER

Paulínia, 31 de agosto de 2009 -  A Heringer realizou hoje, dia 31 de agosto de 2009, um bate-papo com seus analistas e investidores. Estes tiveram a oportunidade de fazer perguntas sobre a Heringer e tê-las respondidas pelo Wilson Rio Mardonado, Diretor de Relações com Investidores.

Seguem abaixo as perguntas e respostas do bate-papo:

Wilson Rio Mardonado 15:30: Boa tarde. Sou Wilson Rio Mardonado, Diretor de Controladoria e Relação com Investidores da Fertilizantes Heringer e estarei nesse chat por uma hora disponível para responder as perguntas.

Sil: Oi, Wilson. Boa tarde. O período de entregas da Heringer começa agora em setembro. Qual a previsão da empresa?

Wilson Rio Mardonado 15:33: Boa tarde, Sil, as entregas da Heringer ocorrem durante todo o ano. O mercado brasileiro de fertilizantes deve ter uma sazonalidade de 35% de entregas no 1º semestre e 65% no 2º semestre e a empresa tem suas entregas em linha com essa sazonalidade.

Agricultora: A Heringer direciona sua produção apenas para o mercado interno? A empresa também é exportadora?

Wilson Rio Mardonado 15:34: Boa tarde. Sim, apenas para o mercado interno. As exportações são pouco representativas.

Agricultora: A desvalorização do dólar afeta a Heringer? Em que medida? Obrigada e boa tarde a todos.

Wilson Rio Mardonado 15:36: Na medida em que o Brasil importa cerca de 70% dos fertilizantes que consome, a variação cambial afeta a companhia na medida em que tem seu passivo atrelado ao dólar. Para mitigar esses efeitos a companhia tem uma política de hedge.

Luiz Augusto Pacheco: Boa tarde, Wilson! Como a empresa vê a possibilidade de aquisições de concorrentes?

Wilson Rio Mardonado 15:37: Não há nada no momento, uma vez que a capacidade produtiva da empresa é de 4,2 milhões de toneladas, adequada à atual demanda do mercado.

FERNANDO: Boa tarde,qual é o PL da empresa?

Wilson Rio Mardonado 15:38: O patrimônio líquido é de R$ 302 milhões com base em 30/06/09.

MARCELLO: OI, BOA TARDE. A CRISE ECONÔMICA AFETOU A EMPRESA? COMO FORAM OS RESULTADOS E QUAL A PREVISÃO PARA OS PRÓXIMOS TRIMESTRES?

Wilson Rio Mardonado 15:40: Sim, a crise econômica afetou negativamente o resultado da companhia no 4T08, uma vez que o mercado se retraiu 41% contra o 4T07, com uma forte desvalorização cambial no período e queda do preço das matérias-primas de fertilizantes. A companhia estima o mercado brasileiro de fertilizantes ao redor de 23 milhões de toneladas para 2009.

Vitorino: Como está a situação dos estoques, que no final do ano passado eram uma preocupação relevante dos investidores?

Wilson Rio Mardonado 15:41: Em junho de 2009 os estoques do setor eram de 5,1 milhões de toneladas, 17% menores que o mesmo período do ano passado.

Andre: Boa tarde Wilson! O governo está com uma proposta de criar uma estatal no mercado de fertilizantes, qual a posição da Heringer sobre isso?

Wilson Rio Mardonado 15:42: Toda oferta adicional de produção nacional de fertilizantes é bem vista pela empresa.

Marcio Luciano Schmidt: Boa tarde. Para o próximo trimestre, que cultivo exigirá maior consumo de insumos da companhia?

Wilson Rio Mardonado 15:44: Para o 2º semestre as culturas de soja, milho, cana e café demandarão maior consumo de fertilizantes

Mila: Qual é a política de hedge da empresa?

Wilson Rio Mardonado 15:47: A companhia possui um comitê de política de hedge que auxilia o conselho de administração no cumprimento de suas responsabilidades relativas a análises periódicas de proteção contra as variações das taxas de câmbio. As operações são através de swaps feitas por um período entre 90 e 240 dias.

Bruno A: Boa tarde, queria saber se o nível de inadimplência aumentou como consequência da crise. Obrigado.

Wilson Rio Mardonado 15:48: Não aumentou em virtude da rígida política de crédito da companhia.

Meier: A empresa pensa em investir na produção de matéria-prima para a fabricação de fertilizantes?

Wilson Rio Mardonado 15:48: A empresa já produz super fosfato simples desde novembro de 2008.

Agribusine$$: O público da Heringer ainda é bastante diversificado, incluindo PF? Isso foi prejudicial para a situação da empresa durante a crise?

Wilson Rio Mardonado 15:50: 49% do free-float estão em mãos de pessoas físicas. Isso não é prejudicial para o papel. Os investidores estrangeiros estão aumentando também suas participações.

Mila: Qual é a composição da receita da Heringer?

Wilson Rio Mardonado 15:52: Em 2008, 20% do volume de vendas da companhia foram para soja, 17% para cana, 18% para milho, 16% para café , 8% para reflorestamento e 21% para outras culturas.

Investidor Iniciante: Boa tarde a todos. Quando a Heringer abriu seu capital? Qual foi o preço que a ação saiu?

Wilson Rio Mardonado 15:54: O IPO foi em abril de 2007, com um valor de R$ 17,00 por ação.

Investidor Iniciante: O preço dos fertilizantes sofreu com a crise? Qual a previsão para ajuste aos níveis anteriores?

Wilson Rio Mardonado 15:53: Os preços dos fertilizantes no mercado internacional devem se manter estabilizados em níveis anteriores à crise de 2008, retomando os preços até 2006.

Agribusine$$: Quais são os concorrentes da empresa? Como a Heringer está posicionada frente à concorrência?

Wilson Rio Mardonado 15:55: Os principais concorrentes são Bunge, Mosaic e Yara, entre outros. Estamos entre as 3 maiores do setor no Brasil.

Mila: Quem os acionistas controladores da Heringer?

Wilson Rio Mardonado 15:57: Dalton Dias Heringer, Dalton Carlos Heringer e Juliana Heringer Rezende.

Joselito: As ações FHER3 subiram mais de 200% em 2009. A que a empresa atribui esse desempenho? Vocês têm alguma previsão de quando o preço da ação pode retornar ao patamar do IPO?

Wilson Rio Mardonado 15:59: Atribuímos à melhoria dos fundamentos da companhia e ao entendimento do business pelo mercado. Não temos controle sobre o mercado. Você poderá verificar os bancos e corretoras que fazem a nossa cobertura em nosso site de RI para fins de preço-alvo.

Humus: Quanto a empresa levantou no IPO? Pensa em fazer aquisições com esses recursos?

Wilson Rio Mardonado 16:02: O IPO foi de R$ 350 milhões, sendo R$ 200 milhões de primária e R$ 150 milhões de secundária. Os recursos do IPO foram destinados à construção da planta de SSP (super fosfato simples) em Paranaguá - PR e algumas outras plantas de mistura em todo o país. Em 2008 a empresa já havia entregue 100% dos investimentos prometidos durante o IPO.

FERNANDO: Quem cobre a empresa?

Wilson Rio Mardonado 16:03: Fernando, temos uma relação de corretoras e bancos que nos cobrem em nosso site de RI dentro do menu "Cobertura de Analistas".

Humus: Quais são os vetores de crescimento da empresa?

Wilson Rio Mardonado 16:05: O Brasil é o 4º maior mercado de fertilizantes do mundo, o maior produtor mundial de café, de açúcar e de laranja, o 2º maior produtor mundial de soja, o maior exportador mundial de café, laranja e açúcar. O custo de produção do agronegócio brasileiro é um dos menores do mundo. 

Carlos: Qual a política de distribuição de dividendos da empresa?

Wilson Rio Mardonado 16:06: A política é de 25% do resultado líquido após a compensação de algum prejuízo acumulado.

Xaxim: Quais são as principais matérias-primas da empresa?

Wilson Rio Mardonado 16:08: Misturas NPK - Nitrogênio (N), Fósforo (P) e Potássio (K) - mais micronutrientes que atendem a todas as culturas agrícolas brasileiras.

FERNANDO: Como a venda de fertilizantes é feita? Por quilo ou em sacas?

Wilson Rio Mardonado 16:09: É feita em sacos de 50kg ou bags de 1 tonelada, dependendo da cultura.

Carlos: Wilson, sou acionista da Heringer desde o início de 2008. Passei pelo início e, acredito, meio da crise. O que a Heringer tem a me dizer para que eu continue sendo seu acionista?

Wilson Rio Mardonado 16:13: Acreditamos que as vantagens competitivas, tais como potencial de crescimento em um setor competitivo, vendas geograficamente equilibradas e base de clientes diversificada por cultura, estrutura logística de abastecimento e distribuição favorável, ampla rede de distribuição, marca altamente reconhecida no campo, diversificado portfólio de produtos e serviços contribuem para que você, acionista, continue nos prestigiando.

FERNANDO: Onde estão localizadas as instalações físicas da empresa? Como é feita a logística de distribuição?

Wilson Rio Mardonado 16:16: A empresa possui 16 plantas no país, estrategicamente localizadas, obedecendo aos mercados de maior consumo de fertilizantes. A companhia possui 2 plantas no Nordeste, 8 no Sudeste, 4 no Centro-Oeste e 2 na região Sul do Brasil. Adicionalmente, também na região Sul, possui uma planta que produz SSP (super fosfato simples). As importações da companhia que chegam através de navios são transportadas para as unidades através de ferrovias e rodovias.

Marcio Luciano Schmidt: Pela carência de armazenagem de grãos no Brasil, esta situação pode vir a afetar o próximo plantio, diminuindo assim as projeções de utilização de insumos agrícolas? Qual a projeção da FHER neste caso?

Wilson Rio Mardonado 16:19: De acordo com nosso release do 2T09, há uma estimativa de um acréscimo de 0,5% na área plantada do Brasil, estimada em 47 milhões de hectares. Também são estimadas 147 milhões de toneladas de grãos a serem produzidas na safra 2009/2010

Bruno A: Boa tarde, queria saber qual o diferencial competitivo da Heringer em um mercado de commodities como os fertilizantes?

Wilson Rio Mardonado 16:23: A empresa tem o seu foco em vendas diretamente para o consumidor final, possui um amplo portfólio de produtos especiais que fornecem uma oportunidade única de valor agregado aos agricultores, tem uma escala logística de distribuição importante no mercado brasileiro, vendas geograficamente equilibradas e base de clientes diversificada por cultura.

FERNANDO: Qual é o preço justo da ação?

Wilson Rio Mardonado 16:25: Como sugestão, favor verificar os preços-alvos em nosso site de RI, no menu "Cobertura de Analistas".

Para informações adicionais, por favor contatar a área de Relações com Investidores:
e-mail: ri@heringer.com.br
www.heringer.com.br/ri

Sobre a Fertilizantes Heringer S.A.:

A companhia é uma das pioneiras na produção, comercialização e distribuição de fertilizantes, com atuação nacional, 40 anos de presença no mercado, sendo uma das três maiores empresas de fertilizantes no Brasil. Exerce suas atividades por meio de 16 unidades de produção estrategicamente localizadas nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Sergipe, Bahia, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Todas as unidades produzem, comercializam e distribuem fertilizantes para atender as diferentes culturas agrícolas brasileiras.